O Porto recupera a liderança com uma vitória contra Chaves

No vigésimo segundo dia, os “dragões” lideram a mesa com 55 pontos, dois mais do que o Benfica e com a vantagem de que eles também têm um jogo menos.

Porto recuperou a liderança, que foi provisoriamente Benfica, batendo 0-4 na casa do Desportivo de Chaves, com um duplo do brasileiro Tiquinho Soares, que liderou a vitória azul e branca.

No vigésimo segundo dia, os “dragões” lideram a mesa com 55 pontos, dois mais do que o Benfica e com a vantagem de que eles também têm um jogo menos.

O Porto abriu a marcação aos 15 minutos, quando o brasileiro Otávio recuperou uma bola no meio do campo que caiu no português Sérgio Oliveira. Em frente, Soares procurou o não marcado e encontrou a passagem metade do Português, para terminar marcando com um tiro cruzado.

O brasileiro voltou a ver gol apenas 13 minutos depois para terminar o jogo em favor do lado de Sérgio Conceição. O uruguaio Maxi Pereira colocou um centro da borda direita da área que encontrou Soares, que expandiu sua conta de pontuação com um tiro de primeira.

Já no segundo semestre, o maliano Moussa Marega fez o terceiro no 57º, ajudado por Otávio, que lhe deu um passe e Marega, com um tiro de dentro da área, estendeu a vantagem do azul e dos brancos. O resultado final foi colocado por Sérgio Oliveira aos 90 minutos, com assistência da Héctor Herrera. Apesar da vitória, Chaves continua em sexto com 30 pontos.

Outros resultados

O Sporting Portugal, com dois gols nas fases finais do português William Carvalho e o colombiano Fredy Montero, venceu Feirense no domingo (2-0) e mantém o pulso no Porto. No vigésimo segundo dia, os “leões” voltaram ao caminho da vitória após o tropeço da semana passada e são terceiros com 53 pontos, o mesmo do Benfica e do Porto.

O lado de Jorge Jesus lutou para abrir o marcador e, no primeiro semestre, o árbitro anulou um gol para a Costa do Marfim Seydou Doumbia por falta do português Bruno Fernandes. O árbitro também chegou a assinalar uma penalidade a favor dos “leões” à beira do intervalo, mas mudou a decisão de voltar a ver o jogo com a ajuda da arbitragem de video.

Os golos chegaram atrasados ​​no segundo semestre, o primeiro depois de um canto no minuto 68 que culminou com um tiro no pé direito de William Carvalho. Nos anos 90, o Sporting sentenciou com o objetivo de Fredy Montero, que terminou a porta depois de receber um centro cruzado do Gelson Martins português.

O resultado deixa Feirense em posição comprometida, uma vez que é apenas dois pontos acima dos lugares de rebaixamento.

Também neste domingo, o Desportivo das Aves saiu da zona de descenso depois de vencer Belenenses 2-5 graças aos golos de Baldé, André Moreira (próprio), Hamdou Elhouni, Paulo Machado (penalidade) e Fariña.

Os Belenenses, para os quais marcaram Nuno Tomás e Maurides (de penalti), agravam com este resultado sua crise, pois agrega quinze partidos consecutivos sem vencer. Com a vitória dos Pássaros, os lugares de rebaixamento são agora para Estoril e Vitória de Setúbal, ambos em um ponto de salvação.

Por sua vez, o objetivo de Fabio Espinho no momento do jogo retornou a vitória da Boavista e alimentou as dúvidas de Vitória Guimarães, no jogo que completou a sessão no domingo do vigésimo primeiro dia da Liga de Portugal.

O gol de Espinho deu os três pontos aos habitantes locais, que há uma semana perdeu para Aves (3-0) e se aproximou da luta pelo quinto lugar que detém a Rio Ave.

A vigésima primeira data da competição será concluída na segunda-feira com a correspondência entre Moreirense e Estoril.

Porto buscará extensão de empréstimo para Casemiro e Óliver Torres

O FC Porto, da Liga da Primeira Liga, está considerando uma tentativa de persuadir o Real Madrid e o Atlético de Madri para estender as ofertas de empréstimo de Casemiro e Óliver Torres, respectivamente, para uma nova temporada.

“Nós tratamos nossas inscrições de empréstimo dentro do prazo acordado. Mas isso disse, sim, estamos interessados. Se fosse possível, gostaríamos de mantê-los, eles são jogadores nos quais estamos interessados, mas agora não é o momento “, disse o presidente do Porto, Nuno Pinto da Costa, nas declarações publicadas no O Jogo.

O presidente do Porto agora terá que chamar seus homólogos do Real e do Atlético para avaliar sua disposição de emprestar dois talentosos e jovens talentos aos The Dragons para outra temporada. Tanto Torres como Casemiro tornaram-se protagonistas da Julen Lopetegui no Estádio do Dragão.

Torres jogou 29 jogos esta temporada (sete mais do que no Calderón no ano passado), marcando sete gols. O jovem de 20 anos é considerado o meio-campo de um lado lutando por um lugar na Liga dos Campeões nos últimos oito e que fica em segundo lugar no campeonato, a quatro pontos do Benfica.

Casemiro já fez 28 aparições (três mais do que no Bernabéu na última temporada) e ele ganhou elogios por suas performances na posição defensiva do meio-campo.

Ambos assinaram para o Porto no verão passado para ganhar experiência e obter uma série de futebol da primeira equipe. Ambos fizeram tão bem em Portugal que o Real eo Atlético estão longe de ter certeza de concordar com o pedido do Porto.