Sporting vs Villarreal resultado, resumo e gols

Um gol de Jony e outro de Sergio Álvarez deram ao Sporting a permanência depois de alcançar três pontos e após a viagem Getafe.

Siga a pré-visualização e minuto a minuto da partida da Liga BBVA, jornada 38 entre Sporting de Gijón e Villarreal, jogado hoje no domingo 15 de maio de 2016 às 7:30 p.m.

Segunda parte
FIM DO PARTIDO! Pouco foi jogado nos últimos minutos. O Sporting vai jogar mais um ano na primeira divisão.

Minuto 90: Dois minutos adicionados.

Minuto 89: Amarelo para Mario.

Minuto 86: Pegue o canto para o Villarreal que recebe o Sporting bem. Na segunda jogada, Cuellar pára bem.

Minuto 81: Salve Barbosa! O objetivo de Villarreal surgiu de forma estranha, mas evito que Halilovic permaneça apenas na boca do gol.

Minuto 80: Última mudança em Sporting, Jony folhas, Alex Barrera entra.

Minuto 79: Abelardo chora no banco depois de sair da salvação quase feita! Com sua vitória e a derrota do Getafe estão perto de certificar sua permanência mais um ano.

Minuto 78: SPORTING GOOOOOOOOOL! Sergio Alvarez marcou de frente, a bola veio de Sanabria e o meio não pensou duas vezes.

Minuto 76: última mudança no Villarreal. Digite Bakambu Baptistao é removido.

Minuto 75: SALVAR BARBOSA! Halilovic terminou em segunda instância um passe de Jony, duplo Sporting.

Minuto 72: Segunda mudança no Villarreal. Denis Suárez entra e Nahuel se aposenta.

Minuto 69: o tiro de Halilovic é levado! Continua trançando o Sporting, a bola chega para Halilovic que cruza seu tiro e deixa-se pouco.

Minuto 66: Segunda mudança no Sporting. Carmona se aposenta, com cólicas, entra em Halilovic.

Minuto 64: Carlos Castro faz uma boa jogada em sua primeira bola, cruza um defensor amarelo para evitar o perigo.

Minuto 63: A primeira mudança no Sporting se aposenta Carmona, entra em Castro.

Minuto 62: Amarelo para Rachid ao cortar um contador.

Minuto 61: Centra Isma Lopez, limpa Villarreal.

Minuto 59: Centro de Carmona que acaba por envenenamento, mas não incomoda Barbosa.

Minuto 58: Canto do Sporting que limpa bem a defesa do Villarreal.

Minuto 54: tiro solto de Mario, fácil parar Cuellar.

Minuto 52: Offside Baptistao! Samu Garcia foi lento para dar o passe para Baptistao e o avançado do Villarreal caiu em uma posição não regulamentada.

Minuto 50: Sanabria vai alto! Bom corte de Sanabria na frente, puxa, mas o tiro passa.

Minuto 49: Jogo ensaiado na ausência do Sporting, Jony jogou, mas Samu Castillejo cortou bem.

Minuto 48: Amarelo para Víctor Ruiz depois de uma clara falha em Guerrero, que deixou sozinho.

Minuto 47: Guerrero não chega! A bola caiu para o atacante esportivo, mas Bailly limpou.

INICIE A SEGUNDA METADE! Ele faz isso com mudança no Villarreal. Bonera se retira, que recebeu um golpe e pareceu atordoado, e entra em Víctor Ruiz.

Primeira parte
REST! O Sporting continua no placar e na primeira divisão com esses resultados. Os asturianos tiveram um bom jogo, destacando a grande participação de Jony. Villarreal não foi intimidado e teve várias chances de amarrar o jogo.

Minute 45 + 1: Grande falta de Dos Santos! Falta de Perigoso para Villarreal que Dos Santos joga bem, a bola foi estreita.

Minuto 45: adicionado um minuto.

Minuto 42: Fora Guerrero! O atacante asturiano levou a bola em uma linha de três quartos, ele não achou que ele demitiu e seu tiro foi estreito.

Minuto 42: Bonera é reincorporado ao jogo.

Minuto 41: termine quando Jony chegar, pegue Barbosa fácil.

Minuto 40: Choque de Bonera com um atacante esportivo, o defensor do Villarreal dói. Embora ele saia sozinho do campo, o italiano parece atordoado.

Minuto 39: Sporting o fez de novo! Mais uma vez jogue bem no lado esquerdo do Sporting. Ninguém termina, a bola chega a Rachid e o tiro passa estreitamente.

Minuto 36: Rachid dói por um cotovelo involuntário de Baptistao em um balão de ar. O sportinguista é recuperado.

Minuto 33: Sporting teve o segundo! Grande jogada de Jony na ala esquerda, Sanabria coloca-a na defesa e Guerrero está prestes a terminar dentro da peça.

Minuto 31: Limpar Cuellar! Grande jogada de Nahuel na ala direita, ele entra e dispara com um ângulo baixo.

Minuto 29: Centra Carmona, mas Samu Garcia acelera dentro da área. O Sporting agora é muito confortável.

Minuto 26: revogue Barbasa! Grande movimento pessoal de Sanabria que foi plantado antes de Barbosa, embora inclinado. O goleiro de Villarreal envia para canto. Esse canto não está acabado por ninguém.

Minuto 25: Novo centro do Sporting, desta vez foi Lora quem colocou a bola, mas Carmona não conseguiu terminar.

Minuto 24: Bom centro de Jony, que com dois cortes deixa loucos para a defesa amarela. Nenhum colega de equipe pode chegar ao leilão.

Minuto 21: Catch Barbosa. Spark de intensidade do Sporting, chegada dupla do Sporting, bom tiro de Carmona, mas pára bem o goleiro de Villarreal.

Minuto 20: Bailly e Barbosa fazem uma bagunça, Barbosa tem que terminar a limpeza antes da pressão do Sporting.

Minuto 18: A posse varia entre as duas equipes, que estão fazendo longas jogadas com muitos toques, mas nenhum cria perigo.

Minuto 14: Centro da esquerda desportiva, é feito com a bola Barbosa.

Minuto 12: Após vários comícios de Villarreal Sporting leva a bola, mas não cria perigo.

Minuto 10: Trigueros disparou da frente que pára Cuelar fácil.

Minuto 8: Quase amarrado Villarreal, bat Baptistao! Erro de defesa desportivo, o avançado do Villarreal tira a bola e tira um bom tiro que atinge a madeira.

Minuto 7: SPORTING GOOOOOOOL! Bom contra o Sporting, trançado bem e dentro da área que Jony o atingiu quando ele chegou a ultrapassar os asturianos.

Minuto 6: Após um brilhante começo do Sporting, agora o ritmo é baixo e Villarreal toma conta da bola.

Minuto 2: Salve o primeiro Barbosa! Sporting foi para o gol, um calcanhar de Sanabria quase se tornou o primeiro objetivo do Sporting.

Minuto 1: Sporting saiu para pressionar. Duas ações, procurando o erro do Villarreal, onde os asturianos já tomaram o perigo.

O PARTIDO COMEÇA!

Alinhamentos
Villarreal é apresentado com onze onze em Molinon: Barboas, Mario, Bonera, E. Bailly, Rukavina, Nahuel, Dos Santos, Trigueros, Castillejo, Samuel e Leo Baptistao.

Para o Sporting de Gijón, venha Cuéllar, Lora, Luis H., J Meré, Lopez B, Sergio A., Rachid, Carmona, Jony, Guerrero e Sanabria. No banco estão Alberto García, Lichnovsky, Barrera, Canella, Castro, Pérez e Halilovic.

Preview of Sporting – VIllarreal
Os fãs do Sporting de Gijón e toda a cidade de Gijón acreditam no milagre. Mais de 6.500 fãs esportivos apareceram em El Molinón e encorajaram o último ensaio do Abelardo antes do jogo decisivo contra o Villarreal, que acontece hoje às 7:30 da tarde.

Os adeptos do Sporting receberam e rejeitaram os jogadores com o já popular comentário “Sim, você pode”. Abelardo e suas pupilas agradeceram com aplausos a grande resposta dos fãs neste ensaio.

Marcelino, por sua vez, chegou a Gijón longe do barulho que seus comentários criaram nesta semana. Com as perdas de Costa, Musacchio, Pina e Areola, haverá rotações nos amarelos.

Não vamos esquecer que a permanência na Segunda B também é tocada hoje, uma arquibancada cheia de público, repleta em mais de dois terços.

Marcano, con un gol, lidera la victoria de un Oporto más líder

O espanhol fez o primeiro contra o Sporting, Leao igualou antes do intervalo e Brahimi fez o 2-1. Casillas salvou sua equipe com um salva aos 85 minutos.

O Porto deu um passo gigante em suas aspirações de conquistar o campeonato português depois de vencer o Sporting (2-1) em um jogo com muitas tensões às vezes. Graças a estes três pontos, a equipe de Casillas, que voltou a ser iniciadora, é colocada como líder com oito pontos de vantagem sobre o Sporting e a mesma distância com o Benfica, que no sábado recebe o Marítimo e pode reduzir as distâncias.

O encontro tinha praticamente tudo: objetivos, controvérsia, tangana … As duas equipes conheciam a importância do resultado final e começaram com grande respeito. Talvez demais. Portanto, durante a primeira meia, quase nada aconteceu. O destaque veio com o uso de VAR. Doumbia caiu na área do Porto e o árbitro, dois minutos depois, decidiu usar a tecnologia. Depois de ver o jogo repetido, ele não apontou uma penalidade antes da raiva dos jogadores esportivos. E pouco depois, o primeiro gol veio do Porto. Um movimento estratégico que o espanhol Marcano finalmente assentiu esplêndido para ultrapassar sua equipe. Tudo estava indo para o Porto. Ele mesmo viu como Doumbia, o mais perigoso do Sporting, teve que se aposentar ferido antes do intervalo. Em vez disso, veio o jovem Leao, que dois minutos depois fez o sorteio em um contador rápido batendo Casillas abaixo das pernas.

Com esse 1-1 veio o intervalo e, logo após o início do segundo semestre, Brahimi ultrapassou o Porto em seu sétimo gol nesta temporada na liga. O argelino aproveitou um centro lateral da direita para definir com a esquerda. Falta 40 minutos e a tensão começou. Especialmente em uma peça na qual Coentrao, com a pressa de decolar, empurrou uma da maca. Isso causou uma tangana que finalmente não era maior, mas parou o ritmo de um jogo que já estava tenso. Sporting foi no ataque em busca de um empate necessário, mas não poderia ser. Casillas, no trecho final, aproveitou uma clara oportunidade que poderia significar 2-2, mas o choque terminou com a vitória do Porto e uma vantagem que, com nove jogos até o final do campeonato, o aproxima do objetivo.

Sporting honra Quini

Um objetivo de Rubén García significa que o Sporting pode dedicar uma vitória ao Quini. Sevilla Atlético cada vez mais perto do abismo.

O Sporting conseguiu o seu duplo gol em Sevilha neste dia: conseguir a sua primeira vitória fora de casa depois de cinco meses e honrar a memória de sua lenda Enrique Castro, “Quini”, que morreu esta semana. Um gol de Rubén García na primeira parte ajudou os rojiblancos a conquistar a vitória no campo de fundo. O Atlético de Sevilha levantou-se para a equipe das Astúrias, mas acabou com o perigo no gol de Mariño.

A reunião foi ruim. Pequeno jogo e menos ocasiões. O forte vento e chuva derrubaram o show que poderia ter oferecido as duas equipes em um jogo cheio de emoção para o Sporting. Seus jogadores levantaram os braços e apontaram para o céu em uma dedicação coral do objetivo que concluiu com seu autor vestindo a camisola que todos vestiam ao saltar para o campo. “Always Quini” pode ser lido impresso.

Precisamente, o objetivo foi talvez a melhor ação do jogo com o passe interno de Carmona para Calavera que contou com a colaboração do guarda-redes do Sevilha, Ondoa, e sua defesa, que não cobriu o atraso do lado catalão. Por aí, quase na ponta mais distante, Rubén García pareceu marcar com prazer.

O Sporting foi superior e tomou a iniciativa no primeiro semestre. No segundo, aproveitando o forte vento a favor e que a equipe de Baraja deu um passo atrás, talvez causada por essas más condições meteorológicas, a subsidiária do Sevilha chegou à área de visita, mas apenas forçou Mariño a trabalhar em profundidade quase no final da temporada. encontro

Nesses momentos finais, já no tempo adicionado, a defesa desportiva, Álex Pérez sofreu um forte golpe em uma colisão e teve que deixar o campo de jogo em uma maca. O Sporting tocou os últimos minutos em inferioridade numérica, mas o partido foi consumido sem mais e levou os três pontos que retornaram a ele para se localizar na zona de jogo fora da ascensão.

O Benfica golea e não cessa em sua perseguição ao líder Porto

Jonas puxou seu time com um triplete. O Porto ainda está liderando com 67 pontos, cinco mais que o Benfica e oito à frente do Sporting.

O Benfica bateu o Marítimo de Funchal 5-0 hoje com um imparável Jonas, que conseguiu um hat-trick no primeiro tempo, e mostrou que ele não desiste em sua busca do piloto do Porto.

O Porto permanece na liderança com 67 pontos, cinco mais que o Benfica e oito à frente do Sporting, depois do clássico na sexta-feira em que os “dragões” deram a vitória contra o verde e o branco.

Benfica, consciente de que um revés deixaria o Porto bem posicionado para ganhar sua primeira liga em cinco anos, saiu para o jogo e não demorou muito para forjar a vitória, liderada por Jonas.

O atacante brasileiro cruzou a bola e enviou a bola para a parte de trás da rede no 16º minuto, que foi o primeiro tiro do Benfica no jogo.

As “águias” ampliaram a vantagem no dia 22, graças a um gol do defesa espanhol Alex Grimaldo de passar o Zivkovic sérvio, e voltou a marcar no 35º com um tiro de Jonas que bateu no travessão antes de entrar no gol.

O brasileiro foi encarregado de fazer o 4-0 na penalidade da penalidade, depois que Rafa sofreu uma falta na área, e Zivkovic assinou a vitória no segundo semestre com um tiro colocado de um canto da área.

Também neste sábado, Feirense prevaleceu com força por 3-0 para Boavista, com gols de Caboverdian Babanco, Luso Luís Machado e Crivellaro brasileiro, e conseguiu sair dos lugares de descontos e subir para o décimo terceiro cargo.

O Porto recupera a liderança com uma vitória contra Chaves

No vigésimo segundo dia, os “dragões” lideram a mesa com 55 pontos, dois mais do que o Benfica e com a vantagem de que eles também têm um jogo menos.

Porto recuperou a liderança, que foi provisoriamente Benfica, batendo 0-4 na casa do Desportivo de Chaves, com um duplo do brasileiro Tiquinho Soares, que liderou a vitória azul e branca.

No vigésimo segundo dia, os “dragões” lideram a mesa com 55 pontos, dois mais do que o Benfica e com a vantagem de que eles também têm um jogo menos.

O Porto abriu a marcação aos 15 minutos, quando o brasileiro Otávio recuperou uma bola no meio do campo que caiu no português Sérgio Oliveira. Em frente, Soares procurou o não marcado e encontrou a passagem metade do Português, para terminar marcando com um tiro cruzado.

O brasileiro voltou a ver gol apenas 13 minutos depois para terminar o jogo em favor do lado de Sérgio Conceição. O uruguaio Maxi Pereira colocou um centro da borda direita da área que encontrou Soares, que expandiu sua conta de pontuação com um tiro de primeira.

Já no segundo semestre, o maliano Moussa Marega fez o terceiro no 57º, ajudado por Otávio, que lhe deu um passe e Marega, com um tiro de dentro da área, estendeu a vantagem do azul e dos brancos. O resultado final foi colocado por Sérgio Oliveira aos 90 minutos, com assistência da Héctor Herrera. Apesar da vitória, Chaves continua em sexto com 30 pontos.

Outros resultados

O Sporting Portugal, com dois gols nas fases finais do português William Carvalho e o colombiano Fredy Montero, venceu Feirense no domingo (2-0) e mantém o pulso no Porto. No vigésimo segundo dia, os “leões” voltaram ao caminho da vitória após o tropeço da semana passada e são terceiros com 53 pontos, o mesmo do Benfica e do Porto.

O lado de Jorge Jesus lutou para abrir o marcador e, no primeiro semestre, o árbitro anulou um gol para a Costa do Marfim Seydou Doumbia por falta do português Bruno Fernandes. O árbitro também chegou a assinalar uma penalidade a favor dos “leões” à beira do intervalo, mas mudou a decisão de voltar a ver o jogo com a ajuda da arbitragem de video.

Os golos chegaram atrasados ​​no segundo semestre, o primeiro depois de um canto no minuto 68 que culminou com um tiro no pé direito de William Carvalho. Nos anos 90, o Sporting sentenciou com o objetivo de Fredy Montero, que terminou a porta depois de receber um centro cruzado do Gelson Martins português.

O resultado deixa Feirense em posição comprometida, uma vez que é apenas dois pontos acima dos lugares de rebaixamento.

Também neste domingo, o Desportivo das Aves saiu da zona de descenso depois de vencer Belenenses 2-5 graças aos golos de Baldé, André Moreira (próprio), Hamdou Elhouni, Paulo Machado (penalidade) e Fariña.

Os Belenenses, para os quais marcaram Nuno Tomás e Maurides (de penalti), agravam com este resultado sua crise, pois agrega quinze partidos consecutivos sem vencer. Com a vitória dos Pássaros, os lugares de rebaixamento são agora para Estoril e Vitória de Setúbal, ambos em um ponto de salvação.

Por sua vez, o objetivo de Fabio Espinho no momento do jogo retornou a vitória da Boavista e alimentou as dúvidas de Vitória Guimarães, no jogo que completou a sessão no domingo do vigésimo primeiro dia da Liga de Portugal.

O gol de Espinho deu os três pontos aos habitantes locais, que há uma semana perdeu para Aves (3-0) e se aproximou da luta pelo quinto lugar que detém a Rio Ave.

A vigésima primeira data da competição será concluída na segunda-feira com a correspondência entre Moreirense e Estoril.

José Peseiro, nuevo técnico del Vitória de Guimaraes

O novo treinador português já treinou o Porto, Braga e Sporting, e ficou em segundo lugar com Carlos Queiroz no Real Madrid (2003/2004).

 

A equipe portuguesa de Vitória de Guimaraes, uma equipe que aspira todos os anos a cargos europeus, fez hoje a nomeação de José Peseiro como novo treinador, depois de fazer
Duas semanas Pedro Martins foi demitido após uma série de resultados ruins.

Peseiro, que era o segundo de Carlos Queiroz no Real Madrid (2003-2004), assume o cargo aos 57 anos de idade, depois de treinar há até três meses, todo o Sharjah, Emirados Árabes Unidos.

O novo treinador, que também treinou o Porto, Braga e Sporting de Portugal, chega com o objetivo de Vitória de Guimarães, nono com 29 pontos, para subir de posição para chegar ao quinto lugar, o que poderia dar acesso à Europa League na próxima temporada, dependendo de quem vencer a Copa.

“É possível alcançar posições europeias, é possível conquistar o quinto lugar, é o que pretendemos”, disse o treinador durante sua apresentação, no qual avançou que apesar de ter “novas idéias”, ele não pretende alterar “muito” a essência da equipe .

Vitória de Guimarães é atualmente nove na mesa, com 29 pontos, e é oito pontos do quinto lugar. No dia de hoje, José Peseiro liderou o treinamento para se preparar para o jogo que será disputado no próximo domingo contra Belenenses.

Benfica, líder provisório depois de vencer com o duplo de Cervi

Dois golos do argentino lideraram a vitória do Benfica contra o Portimonense (1-3) e arrebataram a liderança da Liga portuguesa do Porto, que tem apenas duas partidas.

Dois golos do argentino Franco Cervi lideraram a vitória do Benfica contra o Portimonense (1-3) e arrebentaram a liderança de Portugal do Porto, que tem menos dois jogos.

No vigésimo segundo dia, as “águias” lideram a mesa com 53 pontos, mais do que o Porto e três que o Sporting, que jogam no domingo contra o Desportivo de Chaves e Feirense, respectivamente.

Cervi à frente de sua equipe aos 6 minutos, quando ele deixou cair uma bola à esquerda que entrou furtivamente na parte de trás da rede com um forte tiro que não deixou nenhuma opção para o goleiro Ricardo Ferreira.

No entanto, o modesto Portimonense conseguiu enfrentar as “águias” no segundo semestre e igualar a pontuação aos 65 minutos, depois de um chute pelo brasileiro Felipe Macedo.

Mas o empate não durou mais de um minuto, e o time de Rui Vitória voltou para assumir a liderança depois de 78 minutos com um novo gol de Cervi, desta vez em um livre.

Do lado direito, o final argentino disparou sobre a barreira e caiu ao lado do poste.

No último suspiro, o Zivkovic sérvio condenou em um contra-ataque 1-3 e a derrota de Portimonense, que permanece em 11º lugar com 24 pontos.

Antes da partida do Benfica, o Sporting de Braga obteve o quarto lugar na tabela quando venceu por 3 a 1 na Vitória de Setúbal, que colocou quatro do Sporting (com menos um jogo), o terceiro lugar.

O brasileiro Raul Silva eo Paulinho português (de penalidade) e Ricardo Esgaio marcaram para Braga, enquanto o português André Pereira distanciou quase o fim de Setúbal, que com a derrota continua a marcar a linha de salvação, mas está vinculado a pontos com o Estoril, em posições de descida.

Também hoje, o Rio Ave venceu o Marítimo com um convincente 3 a 0 graças aos golos da Pele portuguesa (pena máxima) e Joao Novais e do brasileiro Diego Lopes.

A vitória mantém o Rio Ave na quinta posição, com 36 pontos, enquanto os da Madeira continuam no oitavo com 29 pontos.

Benfica escapa vivo

No primeiro jogo do jogo, em peças definidas, Vidal ultrapassou o Bayern. Desde então, eles não se materializaram e o empate será resolvido em Lisboa.

O que estava chegando como uma caminhada para o Bayern se transformou em uma verdadeira tortura para o Guardiola. O objetivo de Vidal, logo após o jogo, parece ter marcado o empate para o campeão alemão, mas o que aconteceu ontem em Munique foi um suspense puro, com o campeão português em contato com o perigo, mas com alívio para os bávaros após o apito final. Olho para o retorno no Estádio dá luz. Há muita eliminação à frente, especialmente no inferno de Lisboa.

O Benfica viajou para Munique com a idéia de manter seu quadro em zero durante o maior tempo possível, mas os bávaros tiveram 109 segundos para abrir a lata. Bernat deu a Vidal um ótimo centro no cume e o chileno se dirigiu para a parte de trás da rede. Apenas quando os 70 mil no Allianz já estavam na semifinal, o script esperado mudou e os visitantes acordaram. O Bayern continuou tendo ocasiões ocasionais, mas não estava bem na bola e a equipe portuguesa surgiu. Se não fosse por Alaba, que teve duas pernas muito importantes contra os contras da Vitoria, Neuer teria sido difícil.

Foi o suficiente para assistir Guardiola na banda para perceber que a maquinaria vermelha não funcionou. Lewandowski não entrou na cena, Müller perdoou ocasiões que costumavam colocá-los no sono e Guardiola estava louco na área técnica. Com os Lusos pisando na área no segundo semestre, a batida do coração de Pep atingiu a zona crítica e optou por Javi Martínez nas costas para restaurar a segurança de sua equipe. O contrário aconteceu. O campeão português teve duas chances claras, ambos realizados por Jonas, mas os locais foram salvos por um milagre, repetidas vezes, mantendo o quadro de Neuer em zero. 1-0. Pouca renda para viajar para Lisboa.

Depois que Javi Martínez voltou ao campo de jogo após sua lesão no joelho contra Frankfurt (1-0), Guardiola optou por deixá-lo no banco contra o Benfica com Xabi Alonso. No minuto 60 do jogo, Guardiola deu-lhe entrada por Kimmich e os navarrais se adaptaram bem.

Porto buscará extensão de empréstimo para Casemiro e Óliver Torres

O FC Porto, da Liga da Primeira Liga, está considerando uma tentativa de persuadir o Real Madrid e o Atlético de Madri para estender as ofertas de empréstimo de Casemiro e Óliver Torres, respectivamente, para uma nova temporada.

“Nós tratamos nossas inscrições de empréstimo dentro do prazo acordado. Mas isso disse, sim, estamos interessados. Se fosse possível, gostaríamos de mantê-los, eles são jogadores nos quais estamos interessados, mas agora não é o momento “, disse o presidente do Porto, Nuno Pinto da Costa, nas declarações publicadas no O Jogo.

O presidente do Porto agora terá que chamar seus homólogos do Real e do Atlético para avaliar sua disposição de emprestar dois talentosos e jovens talentos aos The Dragons para outra temporada. Tanto Torres como Casemiro tornaram-se protagonistas da Julen Lopetegui no Estádio do Dragão.

Torres jogou 29 jogos esta temporada (sete mais do que no Calderón no ano passado), marcando sete gols. O jovem de 20 anos é considerado o meio-campo de um lado lutando por um lugar na Liga dos Campeões nos últimos oito e que fica em segundo lugar no campeonato, a quatro pontos do Benfica.

Casemiro já fez 28 aparições (três mais do que no Bernabéu na última temporada) e ele ganhou elogios por suas performances na posição defensiva do meio-campo.

Ambos assinaram para o Porto no verão passado para ganhar experiência e obter uma série de futebol da primeira equipe. Ambos fizeram tão bem em Portugal que o Real eo Atlético estão longe de ter certeza de concordar com o pedido do Porto.

Nantes deixa Boavista fora

O Boavista foi incapaz de vencer um Nantes que ainda não ganha na segunda fase.

Nantes e Boavista empataram um gol em um jogo ruim em que os portugueses não conseguiram salvar suas últimas chances de qualificação, nem os franceses a honra de conseguir uma vitória em seu estádio na segunda fase da Liga dos Campeões. O sorteio deixa os dois assentos do grupo A à mercê do Bayern de Munique e do Manchester United, que será jogado no último dia do pedido.

Embora no papel, o português colocou no rumo uma formação mais ofensiva, com três homens no comando – Pinto, Goulart e Duda -, foram os franceses que dominaram o jogo nos primeiros minutos. No entanto, nem Gauls nem Lusos conseguiram criar oportunidades de pontuação. Desordenados, sem conseguir torcer jogadas, as duas equipes foram pego no centro do campo e o jogo foi muitas vezes parado por faltas.

Em uma jogada confusa veio a única chance para um gol da Boavista. Um pontapé de canto, seguido por um erro de Landreau no início, permite que Pedro Emanuel jogue sozinho, mas cruza a bola muito longe. Quando o público começou a bocejar e o primeiro semestre a esvaziar seus últimos minutos, Jorge Silva tentou limpar a bola, que atingiu um adversário e estava aos pés do moldavo que, apenas antes do goleiro, marcou o primeiro gol.

Carnaval de mudanças

Um pouco psicológico, que não deixou a hora portuguesa de reagir e causou uma cascata de mudanças, especialmente no Boavista, para enfrentar a segunda metade. O treinador argentino Angel Marcos, entretanto, deu entrada em Vahirua, um atacante rápido e habilidoso, para aproveitar o contraataque. As táticas deram bons resultados a Nantes nos primeiros minutos, mas pouco a pouco, os Lusos assumiram o controle e pressionaram mais na área rival.

Embora sem muita ordem, o Boavista foi capaz de criar alguma opção e, no minuto 77, foi recompensado seu esforço, antes de um Nantes desprezívelmente dobrado em sua área. Uma passagem de 40 metros, chega aos pés do brasileiro Marcelinho, que só precisa de um toque para controlar e outro para vencer Landreau.

Não satisfeito com o sorteio, os Lusos são lançados em busca da vitória e geraram alguma chance de meta que não poderia se transformar. O empate não serve os portugueses que são eliminados da competição na ausência de um dia até o final da segunda fase.